Você já ouviu falar em vinho microlote? Essa expressão pode despertar a curiosidade de muitos enófilos, mas o que exatamente significa e quais são as particularidades dessa produção vinícola? 

Um vinho microlote é produzido em pequena escala, onde uma quantidade limitada de uvas é colhida de uma área específica do vinhedo. Isso resulta em rótulos extremamente exclusivos, com um foco maior na qualidade do que na quantidade.

Dessa forma, a produção desses vinhos permite que os vitivinicultores explorem as particularidades de uma determinada parcela do vinhedo, muitas vezes resultando em vinhos únicos que expressam de maneira intensa as características do terroir

Confira, com a UVVA, detalhes sobre o fascinante mundo dos vinhos microlote, os segredos por trás desses rótulos tão especiais e como esse tipo de produção influencia o sabor e a qualidade do vinho.

Quando a vinícola decide fazer um microlote?

Geralmente, a decisão de produzir um vinho microlote é baseada em vários fatores. Primeiro, é considerada a qualidade das uvas. Se uma determinada parcela do vinhedo produz uvas de excepcional qualidade, a vinícola pode optar por dedicá-las a esta produção.

Além disso, características do terroir influenciam essa decisão. Algumas áreas do vinhedo podem apresentar solo, clima ou exposição solar que conferem qualidades singulares às uvas. Dessa maneira, produzir um vinho em pequena escala permite explorar e destacar essas particularidades. 

Outro fator relevante é a experimentação e inovação. Vinícolas frequentemente utilizam microlotes para testar novas técnicas de vitivinicultura e vinificação, promovendo a inovação e o aprimoramento dos métodos de produção

Por fim, o mercado e a exclusividade também desempenham um papel importante. Produzir vinhos em uma tiragem limitada é uma oportunidade de oferecer aos consumidores um produto exclusivo e raro, o que pode aumentar o prestígio e a demanda pelo vinho.

 

Como os microlotes são feitos?

Produzir vinho de microlote é uma arte que combina a compreensão profunda do terroir com técnicas de vitivinicultura e vinificação de precisão. Assim, esses rótulos representam a essência do lugar onde foram cultivados e a capacidade do enólogo.

Entenda, a seguir, pontos iniciais para a produção de um vinho microlote.  

Cuidados no vinhedo

A criação destes rótulos começa com um cuidado meticuloso no vinhedo, quando produtores e enólogos, trabalhando juntos, selecionam pequenas parcelas de terra com características únicas. 

Essas parcelas são tratadas com técnicas vitícolas precisas, como a poda seletiva, controle rigoroso de pragas e doenças, e manejo específico do solo. O objetivo é garantir que as uvas cresçam em condições ideais, refletindo o melhor de terroir.

O processo de produção dos microlotes é marcado por uma abordagem artesanal. Cada etapa, desde a colheita até a fermentação, é realizada com atenção aos detalhes. 

As uvas são colhidas manualmente no momento exato de maturação, garantindo que apenas as melhores sejam utilizadas, assegurando a qualidade do produto.

Os vinhos microlotes da UVVA

Na UVVA, os cuidados no vinhedo para a produção de um vinho microlote começam com a identificação de microparcelas dentro das parcelas maiores. Essa identificação é baseada em características de solo, desenvolvimento visual da vegetação e maturação das uvas. 

Após a seleção, essas microparcelas recebem tratamento diferenciado, com controle rigoroso de maturação e manejo específico para garantir que as uvas atinjam o padrão desejado. A divisão das parcelas em subparcelas menores exige um cuidado especial e uma gestão precisa para assegurar a qualidade dos cachos.

Processo de produção

A produção dos rótulos em pequena escala da UVVA envolve uma série de etapas. A colheita é realizada manualmente e cada microparcela é tratada separadamente desde o início, garantindo que as características únicas do lote sejam preservadas. Isso inclui um manejo específico e controles rigorosos durante todo o processo de cultivo.

Além disso, técnicas especializadas são empregadas para maximizar a qualidade das uvas e do vinho. Entre elas estão a maceração mais longa e a maceração pré-fermentativa, que permitem uma extração mais intensa dos compostos desejáveis das uvas.

Depois disso, são utilizados fermentadores de carvalho de 600 litros para a fermentação integral das uvas, onde as bagas são colocadas inteiras, contribuindo para um perfil de sabor mais complexo e rico.

Vinificação

A vinificação de um vinho microlote na UVVA é realizada em instalações especializadas, como a microvinícola da empresa, que permite um controle rigoroso do processo em pequenos volumes.

A microvinícola da UVVA, aliás, foi o ponto de origem da vinícola, foi ali que tudo começou. Anos depois, a partir dela, foi construído o prédio atual, com mais de 5 mil m². A atenção aos detalhes é essencial, desde a escolha dos fermentadores até a duração e temperatura da fermentação. 

As técnicas de vinificação são adaptadas para extrair o máximo de qualidade das uvas, com foco na preservação das características únicas de cada lote.

Envelhecimento em barricas

O envelhecimento em barricas de carvalho é uma etapa importante na produção dos vinhos brasileiros premiados da UVVA. Utilizam-se barricas específicas para pequenos volumes, o que permite um controle preciso sobre o desenvolvimento dos sabores e aromas.

A fermentação em barricas, onde as uvas inteiras são colocadas e fermentam diretamente, adiciona complexidade e profundidade ao vinho. Este método confere uma maior integração dos taninos e uma evolução mais refinada dos compostos aromáticos.

Por que o vinho microlote é especial?

O vinho microlote é especial por sua capacidade de capturar e expressar de maneira única as qualidades excepcionais de um terroir, aliado a um processo de produção altamente cuidadoso e inovador. 

Para os enófilos, degustar um vinho microlote é uma oportunidade de vivenciar uma obra-prima vinícola, onde cada detalhe foi pensado para alcançar a perfeição.

Na UVVA, os vinhos microlote são especiais devido à atenção meticulosa e ao cuidado intensivo dedicado a cada etapa de sua produção. São rótulos que refletem as características de um novo terroir da Chapada Diamantina, revelando como o solo, o clima e a exposição solar influenciam diretamente o perfil dos vinhos.

Conheça os microlotes da UVVA

Agora que você sabe como são feitos os vinhos microlotes, conheça os rótulos elaborados pela equipe de enologia da UVVA, que aproveitam o que a natureza oferece e lapidam o potencial expresso pelo terroir de Mucugê.

Chardonnay 

Vinho microlote elaborado com uvas colhidas à mão em vinhedos localizados a 1.150 metros acima do nível do mar, cujo traço geográfico fundamental é a amenidade do microclima tropical de altitude. 

O estágio de seis meses em barricas de carvalho francês de 228 litros e o repouso sobre as borras finas conferem a este Chardonnay uma complexidade aromática em perfeita harmonia com a expressão do terroir da UVVA.

Cabernet Sauvignon

Este Cabernet Sauvignon de taninos imponentes é balanceado por uma acidez viva e equilibrada. Após passar por fermentadores de carvalho francês de 600 litros, o vinho maturou por mais 12 meses em barricas do mesmo carvalho. 

O resultado é um vinho microlote sedoso e elegante, maduro e estruturado, que combina uma profunda complexidade aromática com notas de fumo, pimenta-preta e ameixa.

Petit Verdot 

Maturado por 12 meses em barricas de carvalho francês de primeiro uso, este vinho brasileiro destaca-se pela potência da variedade, com textura rica, taninos firmes e uma perfeita maturação das uvas. No olfato, predominam aromas de frutas vermelhas com leves nuances de chocolate amargo. 

No paladar, o Petit Verdot exibe acidez vibrante, taninos firmes, retrogosto de frutas vermelhas e negras, com um final longo e marcante. 

Cabernet Franc

Elaborado com 100% de uvas Cabernet Franc, este vinho maturou por seis meses em barricas de carvalho americano e outros sete meses em carvalho francês. O resultado é um varietal distinto, elegante e equilibrado, que expressa o terroir da UVVA de maneira única. 

Syrah

Este Syrah vermelho-púrpura estagiou por 12 meses em barricas de carvalho francês de perfis distintos, resultando em um rótulo de acidez equilibrada e taninos aveludados com corpo de médio a encorpado, e retrogosto de pimenta-preta e ameixa desidratada. 

Pinot Noir

Por quatro meses, 60% deste varietal estagiou em barricas, enquanto os outros 40% são oriundos de vinificação ocorrida apenas em tanques de aço inox. O resultado foi um vinho Pinot Noir de acidez viva e equilibrada, corpo leve e taninos suaves e persistência média a leve, com retrogosto de cereja. 

800 quilates

Este rótulo faz parte da história da vinícola UVVA, desde que ainda era um sonho em construção. A equipe de enologia descobriu uma microparcela de uvas Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc que se tornaria o 800 Quilates. 

Após um longo processo de produção, uma tiragem de 800 garrafas que estagiaram por um longo tempo em barricas de carvalho não está à venda e é reservado para ocasiões muito especiais. 

O vinho atingiu tal nível de valor que a equipe da UVVA decidiu não o comercializar, oferecendo o rótulo apenas para parceiros e em ocasiões institucionais.

Acesse nosso e-commerce e para comprar seu vinho microlote

Deguste um vinho microlote feito com o amor pela vitivinicultura expresso em cada garrafa.

Acesse nosso e-commerce e conheça as opções em vinhos premiados, com entrega em todo o Brasil.

Clique aqui para adquirir o seu

Ver Todas